quinta-feira, 22 de julho de 2010

A Verdadeira Face Deles - "Vai Tudo Raso!"

.
.
O projecto de revisão constitucional do PSD não deixa pedra sobre pedra do regime democrático nascido a 25 de Abril.
Em sete revisões, a Constituição já levara fortes machadadas dadas pelas maiorias qualificadas para o efeito.
O PSD quer acabar com o resto.
.
E não se diga que se trata de limar a Constituição dos resquícios ideológicos de pendor revolucionário.
Ao propor a abolição da justa causa para os despedimentos, o PSD revela o carácter da sua mais recente face, não apenas neoliberal, no sentido europeu ou norte-americano, mas inspirada nas economias asiáticas de ditadura do capital financeiro e de mão-de-obra descartável.
.
Ao propor a abolição do carácter tendencialmente gratuito da prestação dos cuidados de saúde, o projecto do PSD situa-se na América pré-Obama, da ditadura das companhias de seguros com absoluto menosprezo do direito humano à saúde.
.
E ao propor a substituição de um governo sem recurso à realização de eleições, o PSD revela a costeleta peruana, com governos cozinhados no churrasco da democracia.
.
Ou seja: o projecto de revisão da Constituição que o PSD vai apresentar não tem nada original, é tudo mais ou menos plasmado do que de mais tenebroso, explorador e totalitário há no mundo actual.
.
É um projecto raivoso, revanchista, de ajuste de contas contra o carácter de uma democracia nascida da liquidação de uma ditadura de 48 anos.
.
A revisão da Constituição da República Portuguesa far-se-á e será ou não aprovada em função de trocas e baldrocas de bastidores entre o proponente PSD e os colaborantes do costume, PS e CDS.
.
Antes de propor a revisão da Constituição da República, este PSD deveria rever a sua própria constituição, porque a designação social-democrata é neste particular um caso de publicidade enganosa. (*)
.
(*) - João Paulo Guerra - Vai Tudo Raso - Diário Económico (Lisboa - Portugal- 21 de Julho de 2010 (Negritos da Torre)
.
.

1 comentário:

Observador Atento disse...

Tão lamentável história possui apesar de tudo a grande vantagem de estes "sociais-democratas" terem revelado, com meridiana clareza, o que lhes vai na alma e nos propósitos. Elegê-los seria como chamar o lobo para dentro do galinheiro... Mas, sabe-se lá, o povo, às vezes, é um soberano cego.
Os que estão podem não ser grande coisa, mas esta gente...