quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Angola dos Nossos Corações!

.
.
Sugestão poética e musical: Albina de Castro
.
Poema: Rumo (de Alda Lara - Angola, 1930-1962)
.
Música: Do filme Blood Diamond (J. N. Howard)
.
Responsável técnico: SoundtracksMusic1
.
 


.
É tempo, companheiro!
Caminhemos ...
Longe, a Terra chama por nós,
e ninguém resiste à voz
da Terra ...
.
.
Nela,
O mesmo sol ardente nos queimou
a mesma lua triste nos acariciou,
e se tu és negro e eu sou branco,
a mesma Terra nos gerou! 
.
.
Vamos, companheiro ...
É tempo.
.
.
Que o meu coração
se abra à mágoa das tuas mágoas 
e ao prazer dos teus prazeres.
Irmão
Que as minhas mãos brancas se estendam
para estreitar com amor
as tuas longas mãos negras ...
E o meu suor
se junte ao teu suor,
quando rasgarmos os trilhos
de um mundo melhor!
.
.
Vamos!
que outro oceano nos inflama...
Ouves?
É a Terra que nos chama ...
.
.
É tempo, companheiro!
Caminhemos ...
.
.

1 comentário:

Flor de Maio disse...

Lindíssimo poema da grande Alda Lara e excelente escolha do tema musical! Lendo e ouvindo simultaneamente, senti-me de novo transportada para a nossa querida terra de Angola. Sentimento que só nós, "os de lá" - irrenunciavelmente "de lá" - podemos experimentar em nossas almas... Muito obrigada à Torre por tão doces e arrebatadores momentos!