sábado, 26 de junho de 2010

Os Espanhóis, os Cavalos e os Índios das Grandes Planícies

.
.
Havia séculos que os Índios americanos habitavam as Grandes Planícies quando chegaram os Europeus.
Nada, porém, modificou tanto a sua vida como a brusca aparição dos Espanhóis com os seus cavalos.
Não se pode dizer ao certo de que forma se apoderaram os Índios destes animais. Provavelmente, alguns cavalos feridos ou coxos terão sido abandonados e outros talvez roubados.
.
Por exemplo, nos anos de 1540-1541, durante a espantosa expedição do espanhol Coronado - que, levado pela miragem do ouro, marchou desde o noroeste do México até ao Kansas -, teriam sido perdidos alguns cavalos, muito provavelmente furtados pelos Índios.
Nos anos seguintes, tornou-se frequente que estes espantassem os cavalos dos invasores para em seguida os capturarem.
.

Estes cavalos acabariam por multiplicar-se nas Grandes Planícies, pelo que, duzentos anos depois da expedição de Coronado, praticamente todos os índios das pradarias se tinham tornado hábeis cavaleiros.
As pinturas rupestres de Newspaper Rock, no Estado do Utah, apresentam uma das mais antigas reproduções de um índio a cavalo.

Desde que passaram a dispor de cavalos, os Índios deixaram de percorrer a pradaria a pé em busca de alimentos e de água. Montando rápidos corcéis, podiam agora caçar os búfalos com maior facilidade.

Alguns cavalos eram especialmente treinados para as expedições de caça, outros para a guerra, havendo sempre procura de novas montadas (em que guerreiros a cavalo, brandindo os seus laços, perseguiam e capturavam cavalos das manadas selvagens que vagueavam nas planícies).
E foi montando estes animais, descendentes dos que os Espanhóis tinham levado séculos antes da Europa, que os Índios se tornaram os temíveis adversários do avanço da colonização branca do Oeste Americano.

.Adaptado de: Great Adventures that Changed Our World - (Pinturas de Alfred Jacob Miller e Albert Bierstadt)

.

Sem comentários: