sábado, 13 de outubro de 2007

Lugares da Península - Cáceres, Espanha, Jóia Medieval Suspensa no Tempo





























Cáceres, capital da província homónima, é uma cidade espanhola situada na zona central da antiga província romana da Lusitânia, na Comunidade Autónoma da Extremadura, com 91.606 habitantes (censo municipal de 1 de Janeiro de 2007).
É a maior e mais povoada cidade da província, contando com 21,58% da população da mesma.
Foi declarada em 1986 Património da Humanidade pela UNESCO, já que possui um dos conjuntos urbanos da Idade Média e do Renascimento mais completos do mundo. Destaca-se por ser a sede de um dos campus com que conta a Universidade da Extremadura e pela sua dinâmica vida cultural no conjunto da Comunidade Autónoma.
.
O coração da urbe, conhecido como Cidade Monumental, exibe no interior das muralhas tesouros arquitectónicos como a Igreja de Santa Maria (do século XV, em estilo gótico), a bela Casa de los Golfines de Abajo (século XVI), o Museu Provincial, alojado num palacete do século XVI construído sobre uma cisterna árabe do século XII, e a elegante Torre de las Cigüeñas (Torre das Cegonhas), entre muitas outras mansões e igrejas.
.
A leste de Cáceres e aninhada num vale profundo e arborizado, a vila de Guadalupe cresceu em volta do seu grande mosteiro, fundado em 1340, onde se encontra a famosa imagem da Virgem de Guadalupe.
.
A província de Cáceres oferece outras vilas e cidades dignas de interesse, como Alcântara (com uma magnífica ponte romana), Coria (de muralhas bem conservadas e uma imponente catedral gótico-renascentista) ou Plasencia (com duas catedrais e uma encantadora parte antiga), mas as belezas naturais da região não lhes ficam atrás.
.
No vale do rio Tejo, o Parque Natural de Monfragüe gaba-se de possuir as mais espectaculares colónias de aves de rapina de Espanha, enquanto as serras de Las Hurdes, durante muito tempo uma zona remota e de extrema pobreza, são agora procuradas pelas suas aldeias pitorescas, gastronomia tradicional e um cenário de beleza austera.
Igualmente cheias de encanto rural são as aldeolas aninhadas entre olivais e pomares da Sierra de Gata, com as ruínas de várias fortalezas medievais nas vertentes mais elevadas.

Sem comentários: